13 de out de 2019

Manhattan Disco Club - Década de 1980


O Manhattan Disco Club foi inaugurado no início dos anos 1980 (não foi possível precisar a data), sob o comando de Jorge e Valdir Rossi. 

Localizado na avenida Herval, ao lado do atual Hotel Deville Maringá, a casa noturna fazia referência a ilha de Manhattan, em Nova York, com sua decoração cosmopolita. Alguns de seus painéis foram executados pelo artista plástico Marcos Antonio Dias de Oliveira, o popularmente conhecido Mado.




Aliás, Mado foi homenageado nesse local com a medalha de destaque do ano em artes plásticas, em dezembro de 1983.

Mado recebendo sua homenagem no final de 1983.

Você se lembra do Manhattan Disco Club? Deixe um comentário. 

Fonte: Acervo Pessoal Mado / Acervo Maringá Histórica. 

VLOG: Viaduto da Tuiuti e Colombo


Você sabia que esse viaduto não possui nome?

Durante a década de 1970, duas grandes intervenções no sistema viário de Maringá compuseram o projeto da avenida Perimetral Sul. Trata-se da abertura de uma nova via no Bosque II e a construção do trevo e viaduto no cruzamento das avenidas Colombo e Tuiuti. 

As obras desse viaduto foram iniciadas em março de 1975. Com atraso, sua conclusão se deu em algumas etapas, a partir de junho de 1976. 

Essa edificação também se tornou um grande painel artístico no final da década de 1980. 

E nós regatamos cada detalhe dessa estrutura. Acompanha!

Há história em tudo que vemos!

Apoteose - Década de 1990

Raros registros da casa noturna Apoteose, que foi inaugurada em março de 1991.

Localizada na avenida Paraná, nº 577, o estabelecimento tinha capacidade para atender até 900 pessoas. Nele foram realizados diversos eventos e shows até a data de seu fechamento, que se deu no final de 1997.

Você frequentou ou se lembra desse local da noite maringaense? Deixe um comentário.




Fonte: Acervo Família Abrão / Acervo Maringá Histórica. 

Miss Maringá - Década de 1970


Registro do concurso Miss Maringá realizado na década de 1970, entre os anos de 1973 e 1976.

Na imagem aparecem a então primeira-dama do Município, Bárbara Barros, a homenageada que não foi identificada e o prefeito Silvio Barros. 

Reconheceu a data do evento e a mulher que foi agraciada com o título? Deixe um comentário. 

Fonte: Acervo Maringá Histórica / Acervo Nadyr M. Alegretti / Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá. 

Série: Quem? Onde? - Década de 1970


O registro foi feito ao longo da 6ª gestão Municipal de Maringá, entre os anos de 1973 e 1976. 

Trata-se de alguma solenidade que contou com a presença do então prefeito Silvio Barros (à extrema esquerda), que aparece guardando o seu tradicional óculos de grau. O radialista Ary Bueno de Godoy é identificado como o penúltimo personagem, da esquerda para a direita. 

No entanto, quem seriam as outras três pessoas? Se reconhecer, deixe um comentário. 

Fonte: Acervo Maringá Histórica / Acervo Nadyr M. Alegretti / Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá. 

Amérika Music Hall - Década de 1990

Imagens da boate que ficou muito conhecida entre os jovens ao longo da segunda metade da década de 1990.

A Amérika Music Hall foi inaugurada em 1995, no prédio que havia sido ocupado pela Kalahari, em cima do Cine Teatro Plaza. O local foi ponto de encontro dos amantes da música eletrônica que estava em alta na época. 

Você frequentou esse estabelecimento? Deixe uma mensagem. 




Fonte: Acervo Família Abrão / Acervo Maringá Histórica. 

José Augusto Bellucci em frente ao Grande Hotel Maringá - Década de 1950


Talvez este seja o único registro do arquiteto José Augusto Bellucci em solo maringaense. 

Bellucci é o segundo, da esquerda para direita, seguido pelo diretor gerente da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, Hermann Moraes Barros. Os outros dois personagens não foram identificados. 

Ao fundo aparecem as obras do grande empreendimento da colonizadora, o Grande Hotel Maringá. A julgar pelo andamento da construção, a foto deve ter sido feita entre 1952 e 1954. 

Bellucci seria responsável por outros projetos na cidade com o passar dos anos, como o da nova Catedral, do Cemitério Municipal, do Maringá Clube, do Teatro Municipal (que não foi executado) e do Paço Municipal (executado parcialmente), entre outros. 

Fonte: Contribuição do arquiteto Anibal Verri Jr. / Acervo Maringá Histórica.