15 de jul de 2019

Murilo Macedo, Cidadão Honorário de Maringá - 1976


Em 9 de setembro de 1976, Murilo Macedo foi agraciado com o título de Cidadão Honorário de Maringá. A imagem mostra solenidade na Câmara de Vereadores, onde vemos o então prefeito Silvio Barros e o presidente dessa Casa de Leis, Antonio Mario Manicardi, junto do futuro Ministro do Trabalho.


O jantar festivo ocorreu no Country Club de Maringá. Na oportunidade, o empresário Odwaldo Bueno Netto quebrou o protocolo e fez uma brincadeira com o amigo Macedo, quando entregou o tradicional instrumento usado nas décadas de 1940 e 1950 para limpar os pés, que ficou popularmente conhecido como "chora paulista". 

Depois do jantar, alguns convidados seguiram para a residência do empresário Ayrton Cunha Rego, amigo pessoal de Murilo Macedo. 

Sobre Murilo Macedo: logo após se formar em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, mudou-se em 1953 para Maringá, a fim de gerenciar a agência do Banco Nacional de Minas Gerais. Poucos anos depois, elegeu-se presidente da então Associação Comercial de Maringá (hoje, ACIM). No final da década de 1970 foi indicado para substituir o ministro do Trabalho, Arnaldo Prieto, permanecendo no cargo até 1985. Foi neste período que declarou intervenção ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, durante as greves de 1979 e 1980. Foi naquele momento que Macedo pediu a prisão de Luiz Inácio da Silva, o Lula. Com isso, Murilo Macedo ficou conhecido como o "Ministro do Capital". 

Fonte: Acervo O Diário do Norte do Paraná / Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica. 

Avenida Duque de Caxias esquina com a rua Joubert de Carvalho - Década de 1970


Registro do encontro da avenida Duque de Caxias com a rua Joubert de Carvalho, possivelmente, no início dos anos de 1970. 

Bem na esquina aparece o edifício amarelo do Supermercados Brasil. Segundo Daurea Mora, que morou em apartamento em cima desse estabelecimento entre 1968 e 1977: "Primeiro foi Casa Brasil. Depois, Supermercados Brasil, Casa Prata e, por fim, Oba-Oba". 

Fonte: Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica / Contribuição de Daurea Mora. 

Travessa Júlio de Mesquita Filho - Início dos anos 1970


Interessante foto feita a partir da praça Raposo Tavares ao longo do início da década de 1970.

Na base da imagem está a travessa Júlio de Mesquita Filho, onde vemos o Impala Hotel, instalado no Edifício Dr. Hélio Hasche. Na esquina com a rua Joubert de Carvalho, o Edifício Tozzo seria construído entre 1971 e 1981

Pela rua Joubert de Carvalho havia uma grande concentração de estabelecimentos de hospedagem. Entre eles destacamos o Hotel Matsuda. 

Fonte: Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica. 

Avenida Getúlio Vargas - 1972


Registro da avenida Getúlio Vargas, possivelmente, em 1972.

A imagem foi feita a partir do cruzamento dessa avenida com a rua Néo Alves Martins. À direita aparece o Condomínio Maria Tereza; à esquerda vemos uma pequena placa do então Bar Ypiranga. 

Dada a iluminação instalada nos superpostes dos canteiros centrais, a foto deve ter sido feita durante o período das festividades natalinas. 

Fonte: Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica.  

Interior da Estação Rodoviária Municipal - 1980


Registro que mostra a intensa movimentação de passageiros no interior da Estação Rodoviária Municipal de Maringá, em 1980.

À esquerda vemos a escadaria que levava ao mezanino do prédio. 

Você frequentava esse local? Deixe um comentário com suas lembranças mais marcantes. 

Fonte: Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica. 

Avenida Getúlio Vargas - 1977


Interessante registro da avenida Getúlio Vargas em 1977.

À direita aparece o Edifício Michelangelo. Mais ao fundo, o prédio do Cine Maringá. 

A via surge com decoração especial para alguma atividade festiva. Saberiam informar de qual evento se trata?

Fonte: Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica. 

VLOG: Cine Maringá


O emblemático Cine Maringá foi inaugurado na avenida Brasil, no final da década de 1940.

Em maio de 1953, esse estabelecimento foi transferido para um grande prédio na então avenida Ipiranga (hoje, Getúlio Vargas). Nesse local, seguiu com as atividades por praticamente 50 anos. 

Você conhece essa história? Venha conosco para mais esse passeio ao nosso passado. 

Aproveita e conta pra gente nos comentários qual filme que você assistiu no Cine Maringá que mais te marcou.

7 de jul de 2019

Presidente da VOLVO do Brasil em Maringá - 1988

Bengt Calén e Mats Ola Palm, da VOLVO do Brasil, e os diretores da RIVESA, Edson e Francisco Filho, percorrendo o pátio asfaltado da concessionária local. 

Em outubro de 1988, Mats Ola Palm, então presidente da Volvo do Brasil, e Begt Calén, que assumiria tal função em poucos dias, estiveram na cidade para uma visita de cortesia na RIVESA, sua concessionária para Maringá e região. Os dirigentes nacionais foram recepcionados pelos diretores da RIVESA, Francisco Feio Ribeiro Filho e Edson Feio Ribeiro. 

Mats Ola Palm, Francisco Feio Ribeiro Filho, Osvaldo Tuacek e Bengt Calén, diante da nova funilaria e pintura da RIVESA, ala construída com 1.200 m². 

Mats Ola Palm, que estava no Brasil há três anos, retornaria para a Suécia para assumir outra área do grupo em âmbito internacional, a VOLVO Car Corporation. Bengt Calén seria nomeado presidente da VOLVO do Brasil em janeiro de 1989. Como estava há pouco tempo no Brasil, Bengt apresentava grande dificuldade com a pronúncia de palavras na língua portuguesa. 

Em 1988, a VOLVO Car atingiu um recorde histórico ao colocar 418.600 veículos no mercado, com um volume de vendas de US$ 6,5 bilhões. Na época, seus principais mercados eram o Estados Unidos, Suécia e Grã-Bretanha. 

Fonte: O Diário do Norte do Paraná - Outubro de 1988 / Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica. 

João Paulino e Ney Braga - 1981


Registro da recepção do então prefeito de Maringá, João Paulino Vieira Filho, ao então governador do Estado do Paraná, Ney Braga.

O encontro ocorreu em 7 de dezembro de 1981 no Aeroporto Regional Gastão Vidigal, durante visita que o governador fez na cidade.

Fonte: Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica.