21 de mai. de 2020

Pioneiro: Benedito Moreira de Carvalho,

Com texto de Marco Antonio Deprá:


Hoje, 21 de maio de 2020, faz 20 anos do falecimento de Benedito Moreira de Carvalho, contabilista, trovador e autor de livros didáticos que no final da década de 1950 e início dos anos 1960, colaborou com os periódicos “A Tribuna de Maringá” e “O Jornal de Maringá” escrevendo na coluna “Malagueta & Mostarda” crônicas e versos satíricos sob o pseudônimo “Burrinus Brasiliensis”. Esse trabalho resultou na publicação de um livro sob o título “Minhas Estórias de Bichos”, assinado pelo Burrinus Brasiliensis. A capa do livro foi assinada pelo artista plástico Edgar Werner Osterroht.


Na imagem, de 21 de abril de 1959, Benedito aparece entre o também trovador e poeta Antonio Augusto de Assis (A. A. de Assis), Joubert de Carvalho, autor da canção “Maringá“, que naquele dia foi homenageado pela comunidade maringaense que deu seu nome à antiga rua Bandeirantes, Ary de Lima, autor da letra do Hino a Maringá, e o jornalista Ivens Lagoano Pacheco, proprietário do periódico O Jornal de Maringá.

Da esquerda para a direita: A. A. de Assis, Benedito Moreira de Carvalho, Joubert de Carvalho, Ary de Lima e Ivens Lagoano Pacheco.

Fonte: Acervo Marco Antonio Deprá / Acervo Maringá Histórica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário