13 de set. de 2020

Escola São Francisco Xavier - Década 1970

Registro da então Escola São Francisco Xavier, possivelmente, na segunda metade da década de 1970. Essa construção data de 1963. Mas como surgiu este educandário?

Com o objetivo de ajudar os filhos dos japoneses que viviam na zona rural e frequentavam a escola, monsenhor Miguel Y. Kimura inaugurou, no dia 21 de fevereiro de 1963, o "Externato São Francisco Xavier". A instituição era uma construção de madeira e sua administração foi entregue às irmãs da Imaculada Conceição, em parceria com a Mitra Diocesana de Maringá, proprietária do imóvel. A direção do externato tinha como principal desafio promover a integração Nipo-Brasileira. Durante muito tempo, o externato foi administrado pela madre Mônica Maria (Cirema do Carmo Correa), incansável educadora. Em 1975, por força de lei o "Externato São Francisco Xavier" teve sua denominação alterada para Escola São Francisco Xavier. Após o falecimento da educadora, a congregação devolveu a instituição à Mitra Diocesana de Maringá, alegando não ter religiosos para continuar o trabalho da madre.

Em 1979, Dom Jaime Luiz Coelho, então bispo de Maringá, nomeou Olga Suguimoto Iwata para administrar a escola, função a qual desempenhou por 18 anos. Preocupado com a estrutura física da escola, monsenhor Pedro Ryô Tanaka iniciou um trabalho junto aos seus conterrâneos com o objetivo de arrecadar fundos para construção de um novo prédio.

Com a ajuda de japoneses começou a construção, marcando uma nova etapa da história da instituição.

Em 1997, Dom Murilo Krieger assumiu como sucessor de Dom Jaime Luiz Coelho, tornando-se o segundo Arcebispo Metropolitano de Maringá. Com espírito modernizador passou a fazer um levantamento da Arquidiocese e sugeriu mudanças para que a Escola São Francisco Xavier pudesse atender os novos desafios da educação. O novo arcebispo entregou a direção da escola ao padre Sidney Fabril. Em pouco tempo houve inúmeras mudanças que contribuíram para a modernização do ensino oferecido sem, no entanto, perder a tradição. Com a colaboração dos professores e funcionários, a Escola São Francisco Xavier pôde, em pouco tempo, ser uma nova escola, oferecendo, aos alunos e funcionários melhores condições de estudo e trabalho.

Em 2002, Dom Krieger nomeou novos diretores: padre. Reginaldo Lima foi nomeado Diretor Espiritual e a professora Eliza Mitie Shiozaki, Diretora Geral.

Em 2004, seu nome foi novamente alterado para para Colégio São Francisco Xavier, momento que foi implantado o Ensino Médio, gradualmente.

A construção da escola de madeira em 1963 e o novo prédio de alvenaria que teve início em 1993, aliados a modernização do ensino, buscando sempre a seriedade e o amor cristão no convívio com a comunidade escolar, concretizam o sonho de dois homens: Monsenhor Pedro Ryô Tanaka e o saudoso Monsenhor Miguel Kimura.

Fonte: Contribuição de Sirlene Euzébio / Acervo Colégio São Francisco Xavier / Acervo Maringá Histórica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário