21 de jul. de 2019

Casa Bellay e a família Bellay

Com contribuição do pesquisador Jeremias Puliquezi:



Registros da Casa Bellay e a residência da família, aos fundos do estabelecimento. Final dos anos 1950.

O casal Pedro Bellay e Izabel Hopka também foram bravos desbravadores, imigrantes das primeiras horas. Foi em 1951, juntamente com a emancipação política de Maringá, que aqui chegaram. 

Como casal, tinham o destino desenhado na longínqua Hungria, onde ambos nasceram em 1913. Ele, em 20 de fevereiro e, ela no dia 15 do mesmo mês. Entretanto, eles se conheceram no Brasil, numa colônia em Caiuá, no estado de São Paulo. 

Ao aqui chegar, Pedro abriu um comércio de secos e molhados na esquina das ruas Santos Dumont com a Piratininga. Em 1953, transferiu-se para um estabelecimento próprio, de madeira (como era a maioria dos comércios naqueles tempos), na avenida Colombo, conhecida na época como estrada Oficial. 

O casal teve seis filhos: Izabel Bellay, Terezinha Bellay, Pedro Bellay Filho, Américo Bellay, Miguel Bellay Neto e Ana Yolanda Bellay.  

Posteriormente, em 1959, Pedro Bellay transferiu o seu comércio, a Casa Bellay, para a avenida Paraná, em prédio de alvenaria, na esquina com a rua Rui Barbosa (hoje, Lélo Imóveis - fotos). Nas três portas da direita funcionava um bar; as outras três destinavam-se ao comércio de secos e molhados. 

Neste formato os estabelecimentos funcionaram até o início dos anos de 1970.  Pedro Bellay tinha outros imóveis na Zona 7 que, a partir de seu falecimento em 2 de setembro de 1977,  foram vendidos.

Fonte: Acervo Jeremias Puliquezi / Acervo Maringá Histórica. 

Um comentário:

  1. Não encontrei nenhum link para email.. mas enfim.. Uma vez ouvi uma história de ex-funcionaria do depósito tiradentes que existe uma túnel ligando a mansão ao depósito.. passando por baixo da avenida Tiradentes... Será que procede a informação???

    ResponderExcluir