Série: Caso Lô, 44 anos (Comitiva em Curitiba)

1967

Em 25 de novembro de 1967, uma comitiva transportou o corpo de Clodimar Pedrosa Lô, assassinado dois dias antes, até a capital do Paraná, de maneira que pudessem comprovar com novo exame cadavérico a truculência polícial de Maringá.

Na oportunidade, o veículo da Funenária Maringá os levou até a redação do jornal Diário do Paraná para que a denúncia fosse divulgada em todo estado. No mesmo dia, Paulo Pimentel, então governador, cobrou providenciais do Secretário Estadual de Segurança Pública, Munhoz de Mello.

Fonte: Acervo Maringá Histórica.

Compartilhe

Inscreva-se

* respeitamos nossos inscritos, não enviamos spam.

Inscreva-se

* respeitamos nossos inscritos, não enviamos spam.

Cookies: nós captamos dados por meio de formulários para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.