Vista aérea do Colégio Gastão Vidigal e da Vila Olímpica - Anos 1970

1970


Possivelmente, esta imagem foi feita no final da década de 1970. No registro é possível identificar, na diagonal inferior esquerda, as estruturas do Colégio Estadual Dr. Gastão Vidigal; ao centro consta a Vila Olímpica, na época composta do Estádio Regional Willie Davids, pistas de atletismo e Ginásio de Esportes Chico Netto. 

O Colégio Estadual Dr. Gastão Vidigal é considerado a primeira instituição ginasial da rede pública de ensino do município. Criado em 1953 como Ginásio Municipal de Maringá, foi estadualizado, vindo a iniciar suas atividades em um prédio próximo da Catedral Nossa Senhora da Glória, onde hoje está o Instituto de Educação Estadual de Maringá.  

A referida instituição foi implantada por meio da Lei Municipal nº 28/53, e a solenidade de sua criação aconteceu no dia 12 de dezembro do mesmo ano, na sede social do Aero Club de Maringá. Participaram da festividade o prefeito municipal, Inocente Villanova Jr., o diretor do ginásio, professor Nicolau Ballas Barros, demais autoridades e convidados.

Em 1954, a escola iniciou suas atividades. No terreno, havia uma construção não acabada que serviu de salas de aula. Durante o primeiro ano de funcionamento do Ginásio Municipal de Maringá, o município apresentou dificuldades para mantê-lo. Então, a Assembleia Legislativa do Estado do Paraná autorizou a transferência desse ginásio para o sistema estadual de ensino, por meio da Lei nº 2.168 de 4 de agosto de 1954, a qual foi divulgada pelo Diário Oficial nº 124 em 6 de agosto de 1954. A partir desse momento, a instituição passou a ser denominada Ginásio Estadual de Maringá.

A transmissão do Ginásio Municipal para o Estado ocorreu mediante o ofício nº 140 de 14 de janeiro de 1955, sendo dirigido ao prefeito Villanova, por meio do Secretário da Educação e Cultura, Dr. Joaquim de Mattos Barreto, o qual credenciou o professor Ruy Alvino Allegretti, então diretor da instituição, “a receber o patrimônio do referido estabelecimento de ensino”. A mencionada transmissão foi divulgada à população por meio de uma nota publicada em O Jornal, do dia 22 de janeiro de 1955. 

Com a estadualização da instituição, a mesma passou a ser denominada Ginásio Estadual de Maringá. No entanto, no mesmo ano foi realizada uma campanha junto à comunidade para dar um nome ao Ginásio Estadual e o escolhido foi “Dr. Gastão Vidigal” para homenagear um dos acionistas da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, que também era influente bancário paulista.

Naquele momento, o município estava sob a administração do prefeito Inocente Villanova Júnior que, em entrevista no dia 3 de dezembro de 1984, relatou sobre a decisão desse nome:

[...] porque ele quem foi o mandão aqui. Ele que tinha uma sociedade com 300 elementos, cada um gerando: a Cobasma, a Cobal; tinha fábrica de zinco, fábrica de cimento, 4 bancos: Sulamericano e outros tantos... Era uma medonha, uma fortaleza [...] 

Cabe dizer que o número de estudantes na instituição aumentava a cada ano e, no início da década de 1960, as suas instalações se tornaram insuficientes para atender a classe estudantil. Assim, foi necessário a construção de um novo prédio para o colégio, cuja obra foi iniciada em 1964 e finalizada no ano de 1967. Então, o Colégio Estadual Dr. Gastão Vidigal foi transferido para esse local, o qual se situa na rua Líbero Badaró, às margens da avenida Colombo, onde permanece atualmente.

Fontes: Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Trechos extraídos do artigo "Percurso Histórico do Colégio Estadual Dr. Gastão Vidigal (1953 a 1975), de Viviane de Oliveira Berloffa Caraçato, Maria Angélica Olivo Francisco Lucas e Maria Cristina Gomes Machado / Acervo Maringá Histórica.

Compartilhe

Inscreva-se

* respeitamos nossos inscritos, não enviamos spam.

Inscreva-se

* respeitamos nossos inscritos, não enviamos spam.

Cookies: nós captamos dados por meio de formulários para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.