Pinga Fogo x padre Mário Guinzonni - 1988

1988

Então considerado o rei da assistência social do Vale do Ivaí, o radialista Pinga Fogo de Oliveira acabou suspendendo no dia 24 de julho de 1988 todas as campanhas beneficentes e ajudas que vinha promovendo por meio de seu programa diário, na Rádio Cidade Jandaia. 

Ocorre que o pároco de Jandaia do Sul, o padre Mário Guinzonni, estava fazendo diversas críticas daquelas ações. O ponto alto do embate, segundo a matéria, foi quando o padre fez um comentário na missa dominical, quando atacou o radialista dizendo entre coisas que "um cidadão aqui da nossa comunidade anda acostumando mal o povo com campanhas". 

Dois anos depois, Pinga Fogo seria eleito um dos deputados federais mais votados do Estado. 

Fonte: O Diário do Norte do Paraná - 29 de julho de 1988 / Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica. 

Compartilhe

Inscreva-se

* respeitamos nossos inscritos, não enviamos spam.

Inscreva-se

* respeitamos nossos inscritos, não enviamos spam.

Cookies: nós captamos dados por meio de formulários para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.