"Bandidos fardados" - Década de 1960

1960

Manoel Gerson Maia e Beneval Merêncio Bezerra, soldados que estavam lotados na então 13.ª Subdivisão de Polícia de Maringá, e que foram indiciados pelo assassinato de Clodimar Pedrosa Lô, ocorrido em novembro de 1967. 

A imagem acima é de 1968, quando a “Folha do Norte do Paraná” informou em primeira mão a prisão dos ex-policiais foragidos, com a chamada de capa: “Polícia Militar do Estado descobre matadores de Clodimar. Gerson e Beneval presos”, matéria que detalhou a ação do então capitão da PM do Paraná, Luiz Gastão Richter, que havia realizado as prisões na localidade de Imperatriz no Maranhão.

A alcunha "bandidos fardados" foi empregada na época pelo tio do menino assassinado, Oésio Araújo Pedrosa, e que acabou transpondo as décadas e ilustrando matérias de diferentes impressos do período.

Mais informações do caso AQUI.

Fonte: Livro - Sala dos Suplícios: o dossiê do caso Clodimar Pedrosa Lô / Acervo Maringá Histórica.

Compartilhe

Inscreva-se

* respeitamos nossos inscritos, não enviamos spam.

Inscreva-se

* respeitamos nossos inscritos, não enviamos spam.

Cookies: nós captamos dados por meio de formulários para melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.