9 de ago. de 2020

Cooperativa de Laticínios de Maringá - COLMAR


Fundada em 27 de novembro de 1965, a Cooperativa de Laticínios de Maringá (COLMAR) ficava localizada na avenida Colombo próximo ao trevo do atual Shopping Catuaí. A cooperativa, que chegou a possuir 800 cooperados, foi incorporada pela Cooperativa Agropecuária de Londrina em 1998. 

Na década de 1970, a COLMAR possuía um espaço total de 1.000 m², tendo 380 m² de área construída.

A matéria-prima utilizada na cooperativa era proveniente de Astorga, Paiçandu, Flórida, Iguaraçu, Itambé, Marialva, Itaguajé, Santa Fé, Mandaguaçu, Paranacity, Lobato, Quinta do Sol, Maringá, Santa Fé, Colorado, Tapejara, Campo Mourão, Cianorte, Barbosa Ferraz, Jussara e Nova Esperança. Em 1977 foram contabilizados o consumo de 13.540.660 litros de leite, quando apresentou o faturamento de Cr$ 55.805.653,00.

Os subprodutos da COLMAR eram: queijos dos tipos parmesão, prato, frescal, mussarela; manteiga; doce de leite; iogurte.

Durante a presidência de Bianchini, empossada em 1966, a COLMAR viveu seu auge, com modernização do processo industrial, aumento do número de cooperados e ampliação de estrutura física. No final daquela década, a COLMAR recebeu uma importante visita do então ministro da Agricultura, Ivo Arzua Pereira. 

O ministro da Agricultura, Ivo Arzua Pereira, tomando o Leite Maringá, produzido pela COLMAR.

A COLMAR era responsável pela produção do famoso Leite Maringá. Por meio de uma ação estratégica, montou-se uma barraca em frente de sua indústria, por onde eram disponibilizados frapês aos viajantes e ao público em geral. 

Seu presidente, Bianchini, com o Leite Maringá.


Bianchini junto da comitiva do Município, chegando para recepcionar o ministro Arzua. À esquerda está o prefeito Adriano José Valente. 

Fonte: Acervo Família Bianchini / Acervo Maringá Histórica. 

4 comentários:

  1. Em 1965 lembro que foi iniciado o processo de pasteurização de leite por essa usina.foi apresentado o processo de como era feito esse tipo de trabalho em um parque de diversão que ficava atrás da antiga catedral,ainda de madeira.

    ResponderExcluir
  2. Trabalheira nesta cooperativa de 1.970a 1.975, na expedição e depois no laboratório físico químico. Em 1975 sai do quadro de funcionários e entrei no S.I.F (Serviço de Inspeção Federal) do Ministério da Agricultura, fiscalizando a matéria prima e o produto final da Cooperativa. Isto até 1998. Muita saudade deste tempo

    ResponderExcluir