15 de jul de 2019

Murilo Macedo, Cidadão Honorário de Maringá - 1976


Em 9 de setembro de 1976, Murilo Macedo foi agraciado com o título de Cidadão Honorário de Maringá. A imagem mostra a solenidade na Câmara de Vereadores, onde vemos o então prefeito Silvio Barros e o presidente dessa Casa de Leis, Antonio Mario Manicardi, junto do futuro Ministro do Trabalho.


O jantar festivo ocorreu no Country Club de Maringá. Na oportunidade, o empresário Odwaldo Bueno Netto quebrou o protocolo e fez uma brincadeira com o amigo Macedo, quando entregou o tradicional instrumento usado nas décadas de 1940 e 1950 para limpar os pés, que ficou popularmente conhecido como "chora paulista". 

Depois do jantar, alguns convidados seguiram para a residência do empresário Ayrton Cunha Rego, amigo pessoal de Murilo Macedo. 

Sobre Murilo Macedo: logo após se formar em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais, mudou-se em 1953 para Maringá, a fim de gerenciar a agência do Banco Nacional de Minas Gerais. Poucos anos depois, elegeu-se presidente da então Associação Comercial de Maringá (hoje, ACIM). No final da década de 1970 foi indicado para substituir o ministro do Trabalho, Arnaldo Prieto, permanecendo no cargo até 1985. Foi neste período que declarou intervenção ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, durante as greves de 1979 e 1980. Foi naquele momento que Macedo pediu a prisão de Luiz Inácio da Silva, o Lula. Com isso, Murilo Macedo ficou conhecido como o "Ministro do Capital". 

Fonte: Acervo O Diário do Norte do Paraná / Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário