17 de jun de 2018

A história de Antonio Tortato


Curitibano, Antonio Tortato chegou ao norte do Paraná em 1957. Na época, atuou como professor na única escola secundária existente em Paranacity. Envolvido com a comunidade, elegeu-se prefeito daquele município em 1969. Quatro depois, a convite do então prefeito Silvio Barros, mudou-se para Maringá junto da esposa e seus quatro filhos. 

Sempre ocupando cargos de primeiro escalão no Executivo, serviu durante as gestões dos prefeitos Silvio Barros, João Paulino, Said Ferreira e Ricardo Barros. Durante esses quase 20 anos de trabalho público por Maringá, assumiu diferentes secretarias, destacando-se na defesa do verde e na promoção de eventos, principalmente os culturais. 

Era um homem culto e pesquisador. Revelam familiares que sua biblioteca particular era invejável. Aficionado por história, dedicou parte de sua vida em Maringá para pesquisar e salvaguardar a memória local, com especial atenção a colônia nipônica e a política da cidade. 

Nesse último assunto, passou anos coletando documentos e informações, entrevistando e conversando com pessoas que participaram da criação do município. Aliás, boa parte dos títulos eleitorais de pioneiros de Maringá que hoje estão arquivados na Gerência de Patrimônio Histórico, foram organizados e doados ao acervo por Antonio Tortato. 

Foi ele o responsável por diversas campanhas de arrecadação de livros para bibliotecas municipais. Próximo da morte, doou todo o seu acervo para diversas instituições. 

Antonio Tortato faleceu em agosto de 1992, com 58 anos, vítima de um câncer. 

Fonte: Centro de Documentação Luiz Carlos Masson (ACIM) / Acervo Maringá Histórica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário