10 de nov de 2016

Caçada recreativa - Década de 1950

Baseado em relatos de pessoas que chegaram em Maringá entre os anos de 1945 e 1952, encontramos uma informação ainda pouco aprofundada em nossa bibliografia. A caça, embora fosse essencial nos anos iniciais da jovem vila, acabou se transformando em diversão para boa parte da classe operária. 

Realmente, como a foto acima ilustra, era uma espécie de hobby, onde grupos se embrenhavam na mata densa para rastrear animais silvestres. No caso desta foto, vemos uma onça pintada e uma anta, além dos caçadores empunhando suas espingardas juntamente do cão de caça. 

Outra informação contundente é que, mesmo que muitos dos antigos moradores defendam, não havia tantas onças pintadas nos arredores de Maringá. Este animal, como se sabe, foge da iluminação e da presença humana. Se fosse de outra forma, teríamos inúmeros relatos de ataques nos bairros mais periféricos daquela época - como a documentação disponível (jornais) não relata um único ataque sequer, somos induzidos a crer que as onças que vemos em fotos foram alvos das caçadas recreativas.

Fonte: Gerência de Patrimônio Histórico / Acervo Maringá Histórica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário