3 de ago de 2016

Incêndio na J. Alves Veríssimo - 1971


Em 1971, a empresa de importação J. Alves Veríssimo, localizada na Rua Joubert de Carvalho, foi incendiada. O sinistro destruiu o estabelecimento, conforme registro do fotógrafo Nelson Jaca Pupim.

Possui alguma informação do ocorrido? Deixe um comentário.

Fonte: Foto - Nelson Jaca Pupim / Acervo Maringá Histórica.

3 comentários:

  1. José Gilberto Tissei24/09/2016 10:27

    Esta estava lá e presenciei todo o incêndio. Meu pai e meu tio tinham uma fábrica de colchões (Fabrica de Colchões Santista) quase ao lado. Tinha apenas um hotel entre nossa fábrica e o J. Alves Veríssimo. Foi muito preocupante, o prefeito Adriano Valente pediu para que meu pai e meu tio retirassem todos os móveis e colchões que estavam na loja para venda. Assim fizemos, colocamos tudo na rua Joubert de Carvalho para não alimentar as chamas que vinham sobre a fábrica de colchões. Deu certo.

    ResponderExcluir
  2. José Gilberto Tissei24/09/2016 10:30

    Descobriram que o incêndio foi provocado durante a madrugada por um grupo de garotos que já tinham provocados outros incêndios na cidade. Para minha surpresa, um dos garotos pertencia ao meu círculo de amizades e morava na mesma rua onde eu morava.

    ResponderExcluir
  3. Lembro como se fosse hoje: acordamos de madrugada com o barulho do fogo. (Sim, o fogo faz barulho! É uma espécie de assobio sinistro.) Além das explosões que ocorriam dentro do depósito do J Veríssimo. Tinha apenas 5 anos, mas nunca me esqueci desse dia. Morava em uma das casas da Rede Ferroviária quase esquina com Avenida Paraná, onde hoje é a Avenida Horácio Racanello Foi com certeza um dos acontecimentos mais marcantes da história de Maringá na década de 1970!

    ResponderExcluir