26 de mar de 2015

Bandido da Máscara - 1971

A matéria da Folha do Norte do Paraná relatou em agosto de 1971 que a Polícia de Maringá havia detido em uma casa da Zona do Meretrício de Maringá, o assaltante Lázaro Rosa Filho, que havia praticado diversos assaltos na cidade e região 

Na delegacia, Lázaro confessou todos os crimes. Em sua grandes maioria, roubos de grande valor. Dentre alguns dos itens recuperados estavam máquinas de escrever, rádios portáteis, rádios para automóvel, enorme quantidade de relógios de pulso, colares e pulseiras. 

Em entrevista, Lázaro declarou que havia voltado à Maringá depois de algum tempo, imaginando que a Polícia não fosse o reconhecer. A saber, ele já havia sido preso por aqui e estava foragido. Deu azar por transitar na zona do Meretrício sem cautela, onde teve voz de prisão. 

Antes e durante sua vida criminal, Lázaro era lutador, tendo participado de diversos combates em Maringá. Havia sido proprietário de uma Academia em Assis Chateubriand, que fechou após ele ter sido preso naquela região. E, por esse detalhe, ele optava por praticar seus crimes com a máscara de luta livre, que tinha dupla função: trazer terror às vítimas e impedir o seu reconhecimento. 

Fonte: Folha do Norte do Paraná de 19 de agosto de 1971 / Acervo Maringá Histórica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário