20 de nov de 2014

Dia da Consciência Negra na história de Maringá


Hoje é celebrado o dia da Consciência Negra no Brasil. Um momento que busca trazer reflexões sobre a inserção do negro na sociedade como um todo. 

O livro Terra Crua, que teve sua reimpressão lançada ontem em noite festiva na OAB Subseção Maringá, foi escrito em 1957 e originalmente publicado em 1961. Além de ser o mais importante a versar sobre a história do município, ele traz em sua capa uma figura pouco disseminada pela literatura regional: o negro.

O jovem sorridente era um errante que vagava pelas ruas de Maringá. O autor de Terra Crua, Jorge Ferreira Duque Estrada, não revela seu nome. Talvez, nem o soubesse. Mas traz à tona seu apelido, que faz jus a sua fotogenia: "Zé Risada" ou "Risadinha".

Portanto, assim como a primeira imagem que foi produzida em Curitiba no final do século XIX, trouxe um negro nela; Maringá, em seu primeiro livro, trouxe um negro em sua capa. 

Fonte: Livro - Terra Crua / Acervo Maringá Histórica. 

Um comentário:

  1. Professor Miguel, existe alguma forma de comprar o livro ou ele foi reimpresso apenas para doações? Gostaria muito de tê-lo. Abraço

    ResponderExcluir