23 de ago de 2012

Lançamento - Jardim Alvorada

A partir da década de 1960, a expansão urbana de Maringá tomou impulso rumo ao norte da cidade, logo após a implantação do Jardim Alvorada.

Até então, essa área era considerada zona rural, onde estava instalada a Fazenda Santa Lina, de Alexandre Rasgulaeff, que se estendia por 182 alqueires. A grande gleba foi adquirida pela loteadora Cobal de Londrina, que, sob o comando de Lucílio de Held, a fracionou em lotes menores do que havia sido proposto pelo plano urbanístico de Jorge de Macedo Vieira. 

Com isso, a pártir de 1962, a população com menor poder aquisitivo teve condições de adquirir esses lotes, quando o Jardim Alvorada foi lançado.

Registro feito durante o lançamento do Jardim Alvorada, em 1962. Ao fundo, sobre o tablado, Ademar Schiavone e Pedro Granado Martines. 

Fonte: Gerência de Patrimônio Histórico / Tese de doutorado de Fabíola Cordovil / Acervo Maringá Histórica.

Um comentário:

  1. É impressionante veriricar que o Ademar Schiavoni e o Pedro Granado Martines, desde bem jovens sempre tiveram constante participação no desenvolvimento de Maringá. São hoje pessoas de destaque na sociedade maringaense. Mas, que foram, e ainda são, "arroz de festa", isso lá ninguém pode negar, não? Um abraço aos dois, que são pessoas do mais alto quilate moral.

    ResponderExcluir