30 de jul de 2012

Paço Municipal - Projeto de Bellucci

No início da década de 1960, a antiga casa que abrigava as instalações da Prefeitura não suportava mais a demanda que era incrementada a cada gestão.

Em 1965, a Lei Nº. 418, de 22 de outubro, autorizou o poder executivo a contratar os serviços de engenheiros e arquitetos para atender a necessidade da construção de alguns prédios públicos na quadra 1 da Zona 1: Prefeitura Municipal, Câmara Municipal e Biblioteca Municipal.

O escritório de José Augusto Bellucci foi contratado em 1967, durante o final da gestão do Dr. Luiz Moreira de Carvalho, para conceber os projetos da Câmara e Prefeitura Municipal. Contudo, sua construção se iniciou na gestão de Adriano José Valente (1969-1973), tendo a inauguração do gabinete do prefeito sido realizada somente na gestão de Silvio Barros (1973-1977).

O arquiteto Aníbal Verri corrobora que o projeto de Bellucci foi substancialmente modificado sem a participação dos autores, com a justificativa de que a cidade  não dispunha de tecnologia para executar a estrutura pretendida. 

Maquete do projeto elaborado por Bellucci para abrigar o Paço Municipal.

Aqui, a obra do gabinete do prefeito, iniciada em 1967.

Fonte: Arquiteto e prof. Aníbal Verri / Tese de doutorado de Fabíola Cordovil / Acervo Maringá Histórica.

3 comentários:

  1. Caro Miguel, acho que a palavra certa não é "pretendida", e sim PROTENDIDA... Pergunta pro Anibal.
    Edson.

    ResponderExcluir
  2. REALMENTE, O PROJETO ARQUITETÔNICO ORIGINAL DA PREFEITURA ERA MUITO CARO, POR ISSO FI FEITO UMA ADEQUAÇÃO. PELO QUE SEI JÁ ESTÁ PEQUENO

    ResponderExcluir
  3. Reza a lenda que o Paço Municipal vai para o novo centro cívico que está sendo adequado ( Aeroporto velho) que já tem o Fórum Eleitoral e a Câmara dos vereadores...
    vamos ver quando isso sai do papel e o que vai virar aquele enorme espaço em frente a catedral.
    O Hotel Bandeirantes está lá, tecnicamente abandonado e sem manutenção, foi tombado como patrimonio histórico, porém vai acontecer igual a rodoviaria velha... VAI CAIR!

    ResponderExcluir