25 de jan de 2012

Morte de Silvio Magalhães Barros - 1979


Na próxima segunda-feira, 30 de janeiro, completará 33 anos da morte de Silvio Magalhães Barros.

Em 1979, Silvio Barros, em companhia de sua esposa, Bárbara Cecily Barros, foi até o Aeroporto Regional Dr. Gastão Vidigal a fim de viajar até Curitiba. Às 13 horas, no entanto, quando caminhava em direção ao avião, sofreu uma fatal parada cardíaca. Do local, seu corpo foi levado à sua residência, na Rua Campos Salles, 851, onde foi visitado por vários amigos, políticos e admirados. Aproximadamente às 15h30, por convite do então prefeito Dr. João Paulino Vieira Filho, o corpo foi transferido para o Paço Municipal, local que foi velado até o dia seguinte, quando ocorreu o seu sepultamento, às 16 horas.

A multidão se fez presente no Paço Municipal para acompanhar o velório.

Silvio Barros tinha 51 anos, dos quais 36 foram vividos em Maringá. Na cidade, além de piloto de táxi áereo e empresário, foi vereador, deputado estadual, deputado federal e prefeito. Alega-se que foi durante sua última campanha política, para deputado federal, que o seu estado de saúde se agravou. Dias antes da tragédia, Silvio Barros havia se consultado com diversos médicos, os quais sugeriram uma intervenção cirúrgica na capital do Estado.

Missa de corpo presente realizada na Catedral.

Um dia após a sua morte, o então vereador Ferrari Júnior comentou que tão logo terminasse o luto das repartições públicas, ele apresentaria um Projeto de Lei para que o nome do Estádio Municipal Willie Davids fosse alterado para Estádio Municipal Silvio Barros, alegando ser uma das maiores reestruturações do quatriênio do ex-prefeito. Provavelmente, a proposta não teve sequência.

Fonte: O Jornal de Maringá - 31 de janeiro e 1º de fevereiro de 1979 / Acervo Maringá Histórica / Blog do Rigon.

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Não. Seu corpo foi sepultado na galeria de ex-prefeitos do Cemitério Municipal de Maringá.

      Excluir
  2. lembro muito bem deste dia(eu o acompanhei)meu pai era funcionario da prefeitura e teve que correr muito para preparar o translado do corpo.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir