13 de nov de 2011

Série: Caso Lô, 44 anos (Exame Cadavérico em Curitiba)

No mês em que o assassinato de Clodimar Pedrosa Lô completa 44 anos, o Projeto Maringá Histórica traz uma série de documentos inéditos sobre o caso. O primeiro é o outro laudo de óbto emitido em Curitiba-PR a fim de endossar as marcas de tortura no corpo do menino de 15 anos, sevíciado pelos soldados Manoel Gerson Maia e Beneval Merêncio.



"A Associação de Viajantes de Maringá buscou elucidação do caso e fez parte da comissão que levou o corpo de Clodimar Pedrosa Lô até a capital paranaense. Antônio Ambile Filho, representante da classe, informou que foi ameaçado pela polícia se continuasse a cobrar soluções. O corpo seguiu para Curitiba a pedido do juiz de Direito da Comarca de Maringá, Sérgio Ângelo Francisco Matiolli (...). Na capital, novo laudo de óbto foi emitido (...)." - Trecho do livro "Sala dos suplícios: o dossiê do caso Clodimar Pedrosa Lô.

Fonte: Livro - Sala dos suplícios: o dossiê do caso Clodimar Pedrosa Lô / Acervo Maringá Histórica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário