9 de set de 2010

Avenida Getúlio Vargas - Início da década de 1970

Na imagem, vemos a Catedral na fase de conclusão da obra. Do lado oposto, o Edifício Maria Tereza.

Fonte: Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica.

Um comentário:

  1. Diante da notícia atual acerca da imprescindibilidade de uma reforma no monumento, se vê que o então gerenciamento da construção ficou muito a dever. Foram apenas pouco mais de 40 anos de vida útil. É preciso pensar-se muito bem e equacionar melhor ainda essa reforma agora. Afinal, a Santa Sé, que cultiva valores históricos seculares em Roma e por onde tem raízes, não pode incorrer no mesmo descuido que foi a construção da Catedral de Maringá, um projeto maravilhoso esteticamente falando, que certamente consumiu muito dinheiro dos seus fiéis, aos quais deve maior respeito a partir de agora, mas que em menos de 50 anos reclama reforma agressiva. Obs.: não sou católico, agnóstico, ateu, ou um nova-seita. Apenas aprecio e valorizo o que é bonito de fato.

    ResponderExcluir