20 de jun de 2010

A história do Cine Primor

Cine Primor é o prédio mais alto ao centro das contruções.

Inaugurado em 1947 (alguns relatos citam o ano de 1948), funcionou na Avenida Brasil no "Maringá Velho" sob a direção de José Jorge Abrão.

Antes de se tornar cinema, o local deu espaço a uma casa comercial. Assim, houve a necessidade de uma reforma e reestruturação no prédio antes de se tranformar no Cine Primor.

As sessões eram realizadas duas vezes por semana, nos sábados e domingos. A programação ficava sob a responsabilidade de uma empresa cinematográfica de Botucatu-SP, que despachava as películas nos ônibus da Viação Garcia.

O operador dos filmes era o Sr. Fausto José Jorge, conhecido como Jamil. Um alto falante instalado no lado externo do Cine Primor anunciava a programação do dia.

Com os constantes prejuízos, a família de José Jorge Abrão arrendou o empreendimento para o farmacêutico Orozimbo Goulart, pelo prazo de um ano. Não alcançando as expectativas, Orozimbo declinou o arrendamento e devolveu-o para os Abrão.


Após ficar aproximadamente três meses fechado, depois de uma pequena reforma, o Cine Primor seria reinaugurado no dia 2 de novembro de 1949. Mas, por volta das 18h20, o cinema incendiou-se, destruindo praticamente todo o quarteirão.

O flagrante após o incidente.

A respeito das causas do incidente, várias versões foram levantadas, mas nenhuma efetivamente esclareceu o caso.

Fonte: Livro - Maringá. Ontem, hoje e amanhã - Arthur Andrade / Blog do JC Cecílio / Acervo Maringá Histórica / Contribuição José Flauzino.

Um comentário:

  1. Gilson Aguiar21/06/2010 05:27

    Meus parabéns pelo trabalho. Sua contribuição para a memória da cidade é fundamental. Relatos constantes em doses homeopáticas. Um historiador constante, do dia a dia. Um exercício necessário e de poucos.
    Gilson Aguiar

    ResponderExcluir