25 de fev de 2010

Estádio Willie Davids antes da apliação - Década de 1960

Eis o Estádio Willie Davids antes da reforma e ampliação ocorrida em 1973. Mais informações sobre o histórico dessa estrtura AQUI.

Ao fundo vemos a Estação Ferroviária de Maringá, a Estação Rodoviária e o início da construção da Catedral.

Fonte: Museu Bacia do Paraná - UEM.

3 comentários:

  1. Em 1960 nem havia nascido, mas me lembro bem desta estrutura que permaneceu assim por muito tempo. O quarteirão, onde se localizava o estádio era todo cercado. Havia uma cerca de tábua, que de tempos em tempos tinha sua base besuntada com óleo queimado para que resistisse mais ao tempo. Quando havia jogo nós pulávamos esta certa, ali no cantinho, na esquina das ruas Lauro Werneck e Líbero Badaró. Isto mesmo! A Rua Líbero Badaró, que hoje começa em frente ao Colégio Gastão Vidigal e termina na Av. São Paulo, tinha seu início atrás do Supermercado Condor, que naquele tempo nem se cogitava existir. Após a morte do primeiro pároco da Igreja Santa Maria Goretti, Padre Raimond Le Goff, aquele trecho até a esquina do SESC foi homenageado com o nome do padre. Olhando a foto se percebe a rua que havia no fundo do estádio. O que seriam aquelas casinhas onde se construiu o Ginásio Chico Neto? Elas não estavam ali no final da década de ’70. Lembro-me que até havia por ali alguns “campinhos de futebol” em meio a um capinzal que sempre ateavam fogo. Havia muito pé de juá, também. A bem da verdade o que não faltava em torno do estádio era um campo de terra, onde nos finais de semana ocorriam várias partidas de futebol.

    ResponderExcluir
  2. O engraçado é que aquele galpão que esá logo ali em frente de onde é a atual entrada do estádio ficou lá por muitos e muitos anos. Até pouco tempo, estava lá. Não sei se ainda está. Pasei muito por ali para o Grêmio de 77/78. Êta, saudade!

    ResponderExcluir