9 de nov de 2009

Pioneiro: Diógenes Pinto

Proveniente de Presidente Prudente-SP, chegou em Maringá em 9 de março de 1954. Era casado com Dona Cenita Vargas (filha do Deputado Rivávia Vargas).

Ele, veio para a criação do Cartório Cívil do 1º Ofício, onde trabalhou como escrivão cívil de comércios e anexos.

Ocupou diversos cargos em diretorias de Clube de Serviço de Maringá. Dentre eles, o Lions Clube de Maringá, o qual foi presidente em 1968. Sua esposa o auxiliou muito junto ao trabalho voluntário na APAE e orientação de jovens. Na época surgiu a Guarda Mirim.

Na década de 1980, Dona Cenita fundou a própria igreja, que funcionou nos fundos de sua casa. Após curto período, foi ampliada e mudou-se para a Avenida Itororó, atualmente conhecida como Comunidade Evangélica, que impactou na opção religiosa dos filhos de sangue e adotivos.

Faleceu em 24 de julho de 2004.

Fonte: Maringá Ilustrada - Agosto de 1957.

2 comentários:

  1. Só deram essas informações sobre ele?
    Ligue pra Liana a filha mais velha que assumiu o cartório ainda bem antes da morte dele ou fale com Fabiane a responsável atual.

    ResponderExcluir
  2. Sobrando um tempinho eu ligo.

    ResponderExcluir