13 de ago de 2009

Os patrimônios que não foram tombados

Em 1993 a Câmara Municipal aprovou a Lei 3478, a qual deliberou sobre o tombamento do "Mural do Café", que foi edificado em 1952 no Bar Colúmbia. Local que já foi a Lanchonete Pingo D´Ouro e hoje, é o Mercadão real.

Quase cinco anos depois, em 1998, a Câmara aprovou outra Lei com o mesmo cunho, de autoria do então Vereador Manoel Batista da Silva Júnior. Dessa vez o tombamento deveria acontecer com a Capela Nossa Senhora Aparecida (4707/98).

Em ambos os casos, as leis não lograram êxito.

Fonte: Câmara Municipal de Maringá.

2 comentários:

  1. Pô Miguel, vamos lá! Aprofunde-se!!! Onde estão os "porques"? e o nomes dos edis que votaram contra? Quem seriam os possiveis interessados no não tombamento? Queria ver de voce aquela velha postura indagadora. Sucesso sempre...tô te acompanhando

    ResponderExcluir
  2. Cara Sandra, essas são lei meramente autorizativas. Isto quer dizer, que podem ser revogadas a qualquer momento. No entanto, recentemente a Comissão de Patrimônio Histório está trabalhando em função dos dois tombamentos.

    Obrigado pelo comentário

    ResponderExcluir