8 de nov. de 2020

Vista aérea de Maringá - 1957

Registro feito pelo fotógrafo Kenji Ueta, possivelmente, em 1957.

A imagem mostra a região central de Maringá, tendo as avenidas Getúlio Vargas e Brasil como destaque. Diversos estabelecimentos são identificados nessa imagem, como a sede da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, o Banco Noroeste do Estado de S. Paulo, o Palace Hotel, o Cine Maringá, o Grande Hotel Maringá, a Catedral Nossa Senhora da Glória ainda em madeira, entre diversos outros. 

A atual praça Napoleão Moreira da Silva sedia espaço para a Rodoviária Municipal, bem como ainda mantinha o bosque de essências nativas que seria dizimado pouco tempo depois. A praça Raposo Tavares ainda não havia sido urbanizada e, na época, era popularmente conhecida como "praça do Relógio" devido a um obelisco que foi construído bem em frente a ela, em homenagem ao prefeito recém-eleito Américo Dias Ferraz. A obra, que ficou pouco tempo no local, foi patrocinada por diversas empresas. Em seu topo havia um relógio. 

Há um circo nessa imagem, com sua típica lona recobrindo todo o picadeiro e rodeado por outras pequenas estruturas de apoio. 

Interessante que, embora a Estação Ferroviária tenha sido inaugurada em 1954, a imagem revela que foram poucas as casas construídas até 1957 na colônia dos ferroviários. Em verdade, parece haver apenas uma construção com a arquitetura oficial. Até o início dos anos 1980, seriam edificadas 50 residências nesse local. 

Fonte: Foto Maringá / Foto de Kenji Ueta / Acervo Maringá Histórica. 

Um comentário:

  1. Belíssimo registro e texto. Parabéns pelo trabalho!! Como Kenji Ueta tirou a foto nessa altura?

    ResponderExcluir