16 de ago. de 2020

Pioneiro: Aristino Flausino Teixeira de Almeida

Com texto de Renato Rua de Almeida:

Aristino Flausino Teixeira de Almeida teve atuação marcante como advogado, professor secundário e universitário, Inspetor Federal de Ensino do Ministério da Educação, além da militância político-partidária em Maringá, durante o período de 1953 até 1975.

Essa apresentação tem por objetivo oferecer aos anais do projeto Maringá Histórica as referências de vida de um dos pioneiros da cidade.

Para tanto, antes de falar sobre as inúmeras atividades de Aristino Flausino Teixeira de Almeida em Maringá, é importante conhecer um pouco sua biografia.

O doutor Aristino, como era conhecido em Maringá, nasceu no dia 3 de março de 1907 no estado de Minas Gerais, Município de Ipanema, na chamada Zona da Mata, que tem a cidade de Juiz de Fora como centro socioeconômico.

Após concluir o ensino médio como contador, foi trabalhar no município de Alegre, no estado do Espírito Santo, mais precisamente no distrito de Celina, região que conheceu sua futura esposa dona Maria, popularmente chamada de Filhinha, e onde nasceram seus dois filhos mais velhos, Renato e Maria Ângela. A mais nova, Maria Célia, nasceu em Jacarezinho, já no Paraná.

A razão do nascimento de sua terceira filha em Jacarezinho reside no fato de que tinha sido nomeado para este Município paranaense como Inspetor Federal do Ensino Secundário (hoje Ensino Fundamental e Ensino Médio), órgão do Ministério da Educação, para o qual fora aprovado em difícil concurso público federal.


Antes de casar-se em 1939, formou-se em direito na hoje Faculdade de Direito da Universidade Federal Fluminense, sediada em Niterói, no Rio de Janeiro (foto). 

Exerceu a advocacia nas comarcas de Alegre e Guaçuí no Espírito Santo, e, depois, em Jacarezinho e Região, no Norte Velho do Paraná, onde também exerceu a função de promotor público de Justiça ad doc, posteriormente extinta com a criação dos concurso públicos.

Morou com a família em Jacarezinho de 1944 até 1953, quando, a pedido, foi transferido como Inspetor Federal do Ensino Secundário, para Maringá, fundada poucos anos antes.

Em Maringá, além de suas atividades como Inspetor Federal do Ensino Secundário, fiscalizando escolas de Maringá e Região, atuou também como advogado, inclusive no Tribunal do Júri.

Em Maringá também lecionou português, francês e história no Colégio Estadual Dr. Gastão Vidigal, bem como direito na Escola Técnica de Comércio dos Irmãos Maristas e na primeira escola de curso superior de Maringá, a Faculdade Estadual de Ciências Econômicas, da hoje grande Universidade Estadual de Maringá.

Teve também uma militância político-partidária, sendo eleito vereador de Maringá pelo Partido Social Progressista (PSP), de quem era o presidente do Diretório Municipal, partido esse do ex-governador de São Paulo, Adhemar de Barros, no período da gestão do prefeito Américo Dias Ferraz (1957-1960), também eleito pelo PSP.

Posteriormente, foi advogado da Prefeitura Municipal de Maringá durante os governos de João Paulino Vieira Filho e Luiz Moreira de Carvalho.

Sua esposa, Maria Rua de Almeida, que era normalista formada, lecionou em Maringá durante vários anos em escolas estaduais de curso primário, onde se aposentou.

Aposentado, mudou-se para o Município de São Paulo em 1975, onde trabalhavam seus três filhos, vindo a falecer em 26 de julho de 2007, quando acabara de completar 100 anos de idade bem vividos.

Assim, vivendo em torno de 22 anos em Maringá, desde praticamente seus primórdios, deixou sua contribuição histórica na área da educação, do direito e da política partidária e na construção desta que é hoje uma das maiores metrópoles do Paraná, para o orgulho de todos os maringaenses nela nascidos ou vividos.

Fonte: Acervo Maringá Histórica / Contribuição e acervo de Renato Rua de Almeida / Apoio de Nelson Antonio P. Camacho. 

2 comentários:

  1. Foi meu professor, tanto no Vidigal quanto no Marista...

    ResponderExcluir
  2. Foi professor de Inglês....Naquela época era professor de tudo o que aparecia

    ResponderExcluir