5 de abr. de 2020

Morte de Luiz Gabriel Sampaio - Dezembro de 1983


Em 5 de dezembro de 1983, ocorreu o sepultamento do político Luiz Gabriel Sampaio no Cemitério Parque Iguaçu, em Curitiba. 

Luiz Gabriel Sampaio estava retornando para Maringá na manhã do dia 3 de dezembro, quando, por volta das 11h45, bateu de frente com um Monza. Tratou-se da imprudência do motorista que vinha em sentido contrário, segundo foi apurado. 

Após uma ultrapassagem, o motorista rodou na pista molhada e bateu no Passat que era dirigido por Gabriel Sampaio. Com a força do impacto recaindo sobre a lateral esquerda do carro, o deputado estadual acabou tendo morte instantânea por ter fraturado o pescoço. Sua filha e sogra sofreram fraturas, mas sobreviveram. 

Depois de três horas no local, o corpo do deputado foi levado para Telêmaco Borba e, às 21 horas transferido para o "plenarinho" da Assembleia Legislativa do Paraná, onde foi velado. 

Diversas autoridades compareceram para dar o último adeus ao político de Maringá. Entre elas, o presidente do PDS e ex-governador do Paraná, Paulo Pimentel; o ex-governador Ney Braga; o presidente da Câmara de Vereadores de Maringá, José Maria Bernardelli. 

Uma caravana de aproximadamente 300 veículos acompanhou o cortejo do caixão de Gabriel Sampaio até o cemitério, onde foi sepultado com as bandeiras de Maringá e do Paraná por volta das 17h. 

Luiz Gabriel Sampaio havia sido secretário municipal de Educação, durante a gestão do prefeito Adriano José Valente (1969-1972) e deputado estadual - tendo morrido durante o exercício do mandato. Faleceu em seu melhor momento político, quando estava sendo sondado para concorrer ao Senado. 


Fonte: O Jornal de Maringá - 6 de dezembro de 1983 / Gerência de Patrimônio Histórico de Maringá / Acervo Maringá Histórica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário