24 de nov. de 2019

Avenida Getúlio Vargas - 1960


Registro feito, provavelmente, pelo fotógrafo húngaro Tibor Jablonsky, que esteve na cidade por três oportunidades compondo expedições do IBGE, em 1955, 1957 e 1960.

Até recentemente havia dúvidas se essa imagem era realmente de Maringá. Entretanto, com a ajuda do jornalista Dirceu Herrero e do pioneiro Sabas Martins Fernandes, pudemos atestar que a foto registrou o cotidiano movimentado da avenida Getúlio Vargas, possivelmente, em 1960.

Ao que tudo indica o registro foi efetuado em um ponto entre as ruas Santos Dumont e a então Aquidaban, que teria seu nome alterado para Néo Alves Martins em 1961. O prédio degradado à direita foi alvo de críticas na coluna "Lado mau da cidade", de O Jornal de Maringá de 23 de julho de 1960, e essa estrutura ficava ao lado do então Cine Maringá. Ao fundo, na esquina, aparece o prédio do Banco Sul Americano do Brasil, prédio que foi projetado por dois conceituados arquitetos.

Foi no ano de 1956 que a cidade recebeu dois grandes arquitetos a convite da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Maringá (AEAM). Rino Levi e Roberto Cerqueira César vieram para trabalhar no projeto da agência do banco em questão, que fazia parte do grupo de acionistas da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná.

Pela calçada vemos os famosos ladrilhos que foram projetados pela Ladrilhos Mauá. Localizada na Vila Operária, essa empresa foi responsável pelos ladrilhos de concreto que foram espalhados em grande parte das calçadas da cidade. 

Um último e significativo destaque. A imagem ainda mostra dois jovens engraxates. Passadas décadas, o local ainda é ponto de um engraxate muito conhecido dos maringaenses, o Baianinho. 

Fonte: Acervo do IBGE / Acervo Maringá Histórica / Foto - Tibor Jablonsky.

Um comentário:

  1. Miguel, esqueci de te passar. Posteriormente, o Sabas Martins Fernandes desvendou o mistério daquela placa de propaganda que vemos na foto com a inscrição Exposição Maringá. Ele me falou que existia uma loja chamada Exposição Maringá na avenida Brasil, perto do Palace Hotel. Esta loja teria dado lugar à Elite Magazine.

    ResponderExcluir