23 de abr. de 2019

Pioneiro: Antonio Paulo Pucca

Com texto do jornalista Antonio Roberto De Paula, do Museu Esportivo de Maringá:

Radialista, Antonio Paulo Pucca faleceu no dia 6 de setembro de 2007, aos 65 anos. Narrador esportivo em dia de jogos e campeão de audiência no programa esportivo do meio-dia que comandava nos anos 1960, 70 e 80. Bela voz, dicção e português perfeitos, crítico mordaz (às vezes exagerava, chegando a cometer injustiças) de dirigentes, técnicos e jogadores. Esteve à frente do microfone nas rádios Cultura e Difusora na época de ouro dos Grêmios da cidade. As linhas telefônicas sempre ocupadas por torcedores que falavam no ar, no pré-jogo e de segunda a sábado. Pucca comprou muitas brigas no futebol e na política. 

Foi vereador, presidente da Câmara e nos anos 1990 foi para a televisão apresentar programa diário na Band sem o brilho, a ousadia e a verve que o consagraram. Mas para o maringaense que viveu naqueles anos de glória do nosso futebol, fica na memória o radialista carismático, polêmico, passional, competente e talentoso. Pucca tem seu nome gravado na história com a marca indelével do amor a Maringá. 

(A garrafa d´água na sua frente só pode ter sido uma brincadeira dos amigos. Repare no sorriso dele, sorriso de quem aceitou a gozação). 

E, você, se lembra de Antonio Paulo Pucca? Deixe um comentário.

Fonte: Museu Esportivo de Maringá.

3 comentários:

  1. No início dos anos 2000 tinha o Jornal da Manhã, passava na hora de eu ir à escola.

    ResponderExcluir
  2. Lembro do Pucca transmitindo jogos do GEM. Nossa...quanta emoção. Vá aí Nakaahi peça peça e pague o preço que te interessa. Quem se lembra?

    ResponderExcluir
  3. Me lembro do Pucca transmitindo muitos jogos GEM nos anos 70 quando morei em Maringá ele me deu um pôster do grêmio após ter lido minha carta no seu programa de esporte ao meio dia meu nome é Arnaldo Moreira Dourado hoje moro no Rio de Janeiro um abraço a todos

    ResponderExcluir