18 de abr de 2019

Lanches Chefão - O primeiro prensado de Maringá


É difícil precisar o marco-zero do cachorrão prensado maringaense. Contudo, há indícios que nos apontam para o Lanches Chefão, que entrou em funcionamento em abril de 1985.


De propriedade de Juvenil Tavares, o empreendimento teve início na avenida Colombo esquina com a avenida Pedro Taques. Após um ano de funcionamento, outros carrinhos foram espalhados por diversos outros pontos de Maringá. Mais tarde, também ganhou espaço em outras cidades da região. 

Juvenil Tavares conta que, em 1980, ele viu um trabalho de lanches bastante interessante em São Paulo e resolveu trazer a ideia para cá. A inovação ficou por conta da instalação de uma chapa de prensa dentro do carrinho de lanches, até então não utilizado, segundo Tavares, em nenhum lugar do Brasil. De pronto, os consumidores adoraram a ideia e rapidamente aderiram àquele novo formato de lanche que havia sido criado. 

Após isso, os demais carrinhos concorrentes passaram a utilizar o mesmo modo de preparo e o prensado ganhou o gosto popular. 

Os carrinhos do Chefão Lanches funcionarão até 1992. Na sequência, Juvenil Tavares abriu uma casa de lanches na avenida Riachuelo, ao lado do então Cine Horizonte, que levava o mesmo nome de seu empreendimento de sucesso. 


Balcão de atendimento da casa de lanches montada ao lado do Cine Horizonte. 

Três anos depois, o seu proprietário encerrou as atividades gastronômicas e iniciou os trabalhos como pastor de uma igreja evangélica em cidades do interior do Paraná. 

Juvenil Tavares, no alto de sua simplicidade, deixou uma mensagem por meio da equipe do Maringá Histórica, que o entrevistou no início de abril de 2019: "(...) Eu fico muito feliz por saber que milhares de famílias vivem e sobrevivem com o trabalho que eu lancei na cidade de Maringá e que atingiu o Paraná inteiro e muitas outras regiões do Brasil". 

Fonte: Acervo e contribuição de Juvenil Tavares / Acervo Maringá Histórica. 

Um comentário: