6 de jan de 2019

Perigo nos cruzamentos ferroviários - 1962

Um dos muitos e perigosos cruzamentos ferroviários de Maringá em registro de 1962. Falta de sinalização resultou em acidentes graves ao longo das décadas. 

Poucos dos jovens de hoje sabem das dificuldades enfrentadas nos anos pioneiros de Maringá. Poeira, lama, falta de energia elétrica, enfim. E, dentre algumas dessas precariedades, havia o risco iminente de acidentes nos cruzamentos ferroviários. 

Hoje, a linha férrea passa pelo centro da cidade por via subterrânea. Mas, isso só se deu a partir da década de 1990. Antes, as locomotivas cruzavam pelo mesmo nível dos veículos e das pessoas. Isso se transformou em um perigo constante, ocasionando acidentes pelos cruzamentos, principalmente nas avenidas São Paulo, Duque de Caxias, Paraná, Tuiuti e 19 de Dezembro. 

O movimento era intenso tanto no pátio de manobras ferroviárias, que ficava localizado no atual Novo Centro, quanto de veículos que transitavam pela cidade. Para se ter ideia da negligência proporcionada pela administradora da linha férrea, a Rede Viação Ferroviária Paraná-Santa Catarina, até setembro de 1962 sequer cancelas haviam sido instaladas para reduzir o risco nesses cruzamentos. 

Veja alguns acidentes graves que ocorreram naquele período por conta dessa situação clicando AQUI

Fonte: Folha do Norte do Paraná - 30 de setembro de 1962 / Gerência de Patrimônio Histórico / Acervo Maringá Histórica. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário