3 de jun de 2018

Pioneiro: Octávio Periotto

Imagem de Octávio Periotto quando concorreu nas eleições municipais de 1956.

Proveniente do interior de São Paulo, Octávio Periotto, junto de sua esposa Victória e sete filhos, se mudou para Maringá em 1945. A vinda foi estimulada por Napoleão Moreira da Silva, que garantiu que a região era o "Novo Eldorado" do Noroeste do Paraná.

Assim que Octávio Periotto chegou na nova cidade, adquiriu o Hotel Guaíra, empreendimento que comandou por pouco mais de um ano. A falta de mão de obra especializada dificultava a qualidade no atendimento, fato que o obrigou a vender o estabelecimento. 

Empreendedor nato, Periotto também montou a primeira sorveteria de Maringá. Com a venda do hotel, optou por investir no ramo de grande ascensão daquele período: uma casa de secos e molhados. Depois, abriu a primeira fábrica de refrigerantes da região e também foi o primeiro fornecedor de energia elétrica do "Maringá Velho". 

No campo social e político, Octávio Periotto teve grande destaque: liderou a comissão em prol da construção da Capela Santa Cruz (que foi inaugurada em 1946); tornou-se Juiz de Paz, entre 1951 e 1954, quando realizou 4.336 casamentos; foi presidente do Partido Republicano Progressista (PRP), pelo qual saiu candidato a prefeito da cidade em 1956; também estimulou a organização e promoção da primeira Banda Municipal de Maringá. 

Na corrida eleitoral de 1956, Periotto ficou popularmente conhecido como o "candidato dos botinudos", por conta das botinas que tinha costume de calçar. Apesar de derrotado, o prefeito que se elegeu, Américo Dias Ferraz, o nomeou como administrador escolar do Município (cargo atualmente conhecido como secretário de Educação). Acabou ficando no cargo por 18 anos, período que viabilizou a construção de trinta escolas rurais e 3 grupos escolares. Este trabalho lhe rendeu o título de "Velho Guerreiro da Educação". 

Octávio Periotto faleceu aos 71 anos, em 17 de julho de 1978.

Fonte: Centro de Documentação Luiz Carlos Masson / Acervo Maringá Histórica. 

2 comentários:

  1. Dignificante história de um empreendedor voltado à educação.

    ResponderExcluir
  2. Grande pioneiro. Faz parte da história da nossa Maringá .

    ResponderExcluir