24 de jun de 2017

Joubert de Carvalho em Maringá - Década de 1970


Ao lado de seu busto, que fora inaugurado em setembro de 1972 na praça Raposo Tavares de frente com a rua leva seu nome, o médico e compositor Joubert de Carvalho posa para o registro do fotógrafo Kenji Ueta.

Essa talvez seja uma das últimas imagens de Joubert em solo maringaense, tendo sido efetuada entre 1972 e 1975. Ele morreria pouco tempo depois, em de 20 de setembro de 1977, vítima de pneumonia.

Homem culto e refinado, chegou também a escrever um romance: Espírito e Sexo, que se aproxima de um ensaio social. Como médico, também foi muito talentoso e um dos pioneiros no Brasil da Medicina Psicossomática. Autor de mais de setecentas composições editadas, no final da vida, Joubert de Carvalho se afastou do mundo musical, pois os novos estilos surgidos deixaram pouco espaço ao romantismo do seresteiro que, de certa forma, ele foi. 

Fonte: Acervo Maringá Histórica / Museu Unicesumar / Foto - Kenji Ueta. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário