13 de abr de 2014

Pioneiro: Egídio Assmann

Egídio Assmann era proprietário da Casa Gaúcha. 

Personagem de prestígio no meio empresarial, elegeu-se vereador pelo MDB na gestão 1969-1972, com 888 votos. Na páreo seguinte, concorreu ao cargo de prefeito de Maringá. Momento de um evento folclórico no histórico político da cidade.

Egídio era o candidato alternativo e propôs que era a "zebra" daquelas eleições. Então, aproveitou-se da popularidade da Loteria Esportiva e saiu com o slogan "Vai dar zebra. Sim, vai dar Egídio". Em dado momento, no frisson de sua campanha, pintaram um burro com listras pretas e brancas para uma passeata. O animal acabou intoxicado com as tintas e morreu. Naquele ano, 1972, Egídio conquistou 8.273 votos, ficando em segundo lugar. Concorreram contra ele, Silvio Barros (que venceu) e Marco Antonio Lourenço Correa. 

Não desistindo de ser prefeito, Egídio Assmann concorreu novamente em 1982. Representando o PTB, dessa vez, não conquistou muitos votos: 444. Menos de 1% dos votos válidos. Cinco anos depois, em 16 de fevereiro de 1987, Egídio faleceu.

Se você possui mais informações sobre este personagem histórico, deixe um comentário.

Fonte: Centro de Documentação Luís Carlos Masson / O Diário do Norte do Paraná / Acervo Maringá Histórica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário