20 de dez de 2012

Pioneira: Dirce de Aguiar Maia


Nascida em Macaé, no Rio de Janeiro, Dirce de Aguiar Maia chegou a Maringá junto dos pais em 1944.

Pouco tempo depois, alguns empresários locais, apoiados pelo município de Apucarana - a qual Maringá estava vinculada sob categoria de patrimônio em 1946 - organizaram o primeiro espaço que passaria a sediar uma precária escola.

O educandário, que ficou conhecido como "Casa Escolar", passou a ser comandado por Dirce de Aguiar Maia, que tinha formação no Curso Secundário. Mais tarde, o nome do estabelecimento foi alterado para "Escola Isolada do Maringá Velho".

Dirce casou-se com Aníbal Goulart Maia, homem que ficaria marcado na história da cidade em 1956, quando ordenou que seu jagunço surrasse o então prefeito Américo Dias Ferraz por conta da cessão do Matadouro Municipal. Em resposta, a população saqueou e queimou a residência dos Maia.

Dona Dirce, como ficou conhecida, ganhou o título de pioneira na área da educação em Maringá. Ela faleceu com 91 anos, na madrugada de ontem (19 de dezembro de 2012), em Curitiba, onde morava desde 1957.

Confira os depoimentos de Dirce de Aguiar Maia e Milton Gonçalves Campos sobre como teria ocorrido o atentanto contra o prefeito, em 24 de dezembro de 1956:


Fonte: Acervo Maringá Histórica / O Diário do Norte do Paraná / Documentário Estórias Verdadeiras do Prof. Marco Mello.

Nenhum comentário:

Postar um comentário