1 de jun de 2010

Série: Quem?

Na imagem, vemos Cláudio Ferdinandi, então Secretário de Educação, Dona Bárbara e Sílvio Barros, então prefeito. O registro foi feito na casa de Sílvio Barros durante a década de 1970 (entre os anos de 1973-1976).

O leitor Jefferson Hundzinski dá a contribuição - Da esquerda para a direita são: Claúdio Ferdinandi, Dona Barbará, Edvaldo (Fininho), Silvio Barros, Ney Mendes, Eros Antonio Hundzinski e Euclides (Quido).

O leitor Erácleo Alberto Hundzinski complementa - Linda lembrança da música dos anos de 1970 de Maringá. Entre D.Bárbara e Silvio Barros está o baterista FININHO (Edvaldo Elieser Gomes da Silva, hoje no deptº administrativo da BJ Santos, o menorzinho é o percussionista Ney Mendes (que parece estar ausente de Maringá). O mais cabeludo é o guitarrita EROS (Eros Antonio Hundzinski - da Sanepar/Maringá)e com o violão o KIDO (Euclides Garcia de Oliveira, da informática da UEM, falecido tragicamente em acidente automobilistico, com sua mãe, também da UEM, a Lilian Garcia de Oliveira, em 19/09/1995. Kido tinha mais ou menos 34 anos, deixou a viúva Rúbia Welfort e um casal de filhos). Os músicos faziam parte do GRUPO 30 POR CENTO que juntamente com o Grupo Alarme Falso, de Maringá, ganharam os principais festivais de música de todo o Estado do Paraná.

Fonte: Acervo Pessoal Bárbara Cecily Neto / Acervo Maringá Histórica.

8 comentários:

  1. huahuahua Como vcs estao diferentes! Claro, né, no minimo, cresceram... e olha o Quido, como era bom vê-lo cheio de vida!!! Saudade... (Sula: ek_stase@hotmail.com)
    Ps: pq vc nao comentou, Eros? (Obrigada por enviar o Link, como achou?

    ResponderExcluir
  2. Minha nossa velinho que cabeleira!!!kkkk

    Adorei a foto.

    Mais a Sula mando bem na pergunta! Porque você não postou nada??? São tantas emoções?? kkkk

    Jefferson Hundzinski
    jeffehund@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Pois é, Jefferson, esse menino ta se escondendo huahuahua eu enviei email pedindo permissao pra dizer quem sao, e a resposta ta demorando huahuahua Dah um puxao de orelha nele por mim, ja q to tao longe! Sao tantas emoções kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Agora, sim! Estão todos nomeados. O Eros estah viajando, por isso demorou pra responder. Vale a pena dizer que Euclides Cunha faleceu, precocemente, de um acidente de carro, juntamente com sua mãe, Lilian (ha anos):-( Eros e Fininho continuam em Maringa, Ney, quem sabe dele??? (Sula)

    ResponderExcluir
  5. Nossa, Eracleo, errei o nome do Quido. Confundi com outro amiogo. Ainda bem que você corrigiu. Saudade! Bj (Sula)

    ResponderExcluir
  6. Linda lembrança da música dos anos de 1970 de Maringá. Entre D.Bárbara e Silvio Barros está o baterista FININHO (Edvaldo Elieser Gomes da Silva, hoje no deptº administrativo da BJ Santos, o menorzinho é o percussionista Ney Mendes (que parece estar ausente de Maringá). O mais cabeludo é o guitarrista EROS (Eros Antonio Hundzinski - da Sanepar/Maringá)e com o violão o KIDO (Euclides Garcia de Oliveira, da informática da UEM, falecido tragicamente em acidente automobilistico, com sua mãe, também da UEM, a Lilian Garcia de Oliveira, em 19/09/1995. Kido tinha mais ou menos 34 anos, deixou a viúva Rúbia Welfort e um casal de filhos). Os músicos faziam parte do GRUPO 30 POR CENTO que juntamente com o Grupo Alarme Falso, de Maringá, ganharam os principais festivais de música de todo o Estado do Paraná.
    colaboração: ERÁCLEO ALBERTO HUNDZINSKI (www.eracleo.com.br)-

    ResponderExcluir
  7. Amigos. Passados quase 40 anos, posso afirmar que essa foi a melhor época da minha vida. Predominava a inocência e o talento fantástico dessa galera. As vezes me pergunto: Por que paramos, se tudo conspirava a favor? Saudades do amigo que se foi (ainda guardo na canela uma marca de uma bicuda que ele me deu quando discutíamos para ver quem ficava com a namoradinha de quem.....rs). O Ney está em Sampa...mas perdi o contato dele.. quem sabe ele nos acha.. Ao seu Dinoh e dona Ana (pais do Eros), que tanto nos incentivaram, nos alimentaram, nos aguentaram enquanto ensaiávamos desafinados e também correram com agente quando era preciso, mas acima de tudo pelo carinho, registro aqui meu eterno agradecimento e amor. Valeu 30 por cento.

    ResponderExcluir
  8. Olá Fininho, Eros, Erácleo e outros tantos velhos amigos. Aqui quem escreve é Ney Mendes, o último a entrar para a banda. Fiquei emocionado com a foto na casa do Silvio Barros/pai. Lembro-me muito bem da nossa apresentação na casa do então prefeito de Maringá, mas não imaginava que existia uma foto tão expressiva e marcante quanto esta que está no site. Éramos apenas 4 crianças, hoje somos cinqüentões. A vida realmente é veloz demais. Acompanhei também a morte do Quido, e chorei muito por ele. Parabéns aos idealizadores do Maringá Histórica, é sem dúvida um espaço que tem tudo para resgatar o passado vibrante desta cidade. Só um detalhe meus caros: não me afastei de Maringá em tempo algum. Sou jornalista, moro e trabalho em São Paulo, mas estou sempre em minha cidade natal. Meu pai e minha irmã moram aí, tenho muitos primos e amigos queridos em Maringá. Foram eles, aliás, que me falaram desse site. Lembro com muito carinho da D. Ana e do Sr. Dinoh, pais do Eros e do Erácleo, que me acolheram com muito amor em sua casa. E o Nezão, nosso diretor musical, por onde anda? Como faço para reencontrar vocês? Beijos a todos. Ney Mendes, São Paulo-SP.

    ResponderExcluir